IASB - Instituto das Águas da Serra da Bodoquena
(67) 3255-1920
iasb@iasb.org.br
Acesso rápido
Instituto das Águas da Serra da Bodoquena
PROJETOS » Sistemas Agroflorestais
Área de abrangência
A área de abrangência deste projeto compreende o município de Bonito, localizado no sudoeste do estado de Mato Grosso do Sul, na região centro-oeste brasileira, especificamente, na Microrregião Geográfica denominada Bodoquena ou Serra da Bodoquena.

Nas elevações da Serra da Bodoquena, na área de amortização do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, nasce o rio Mimoso, foco principal deste projeto. O rio Mimoso é um dos principais afluentes responsáveis pela qualidade e volume das águas do rio Formoso (mais importante curso d’água do município de Bonito e um dos rios de maior beleza cênica do mundo, em razão de suas águas cristalinas), possui aproximadamente 50 quilômetros de extensão e suas margens são incrustadas em vãos de morros, com uma declividade bastante acentuada por atravessar regiões montanhosas. 

O rio foi subdividido pela população local em três regiões: Alto, Médio e Baixo Mimoso. Estas regiões apresentam relevo acidentado e solos caracterizados como Associação Complexa (podzólico, latossolo vermelho-escuro e vermelho-amarelo, regossolo e brunizen). O clima da região é o tropical quente, com duas estações bem marcadas, sendo localmente influenciado pelo relevo, que ameniza as temperaturas. A precipitação total está entre 1300 e 1700 mm anuais, com chuvas intensas no verão, sendo dezembro o mês mais chuvoso. O período seco é de 3 a 4 meses, se estendendo de maio a agosto. As temperaturas médias anuais estão entre 20º a 22º C. A umidade relativa é baixa, raramente atingindo 80%. 

Os principais afluentes que abastecem o Mimoso são: Córregos Taquara, Santa Eliza, Carrapicho, Piquitito e Barranco. Quanto à concentração fundiária, pode-se encontrar na micro-bacia do rio Mimoso aproximadamente 125 propriedades (Silva, 2000). Dessas, 82 possuem de 0 a 100 ha, 16 possuem de 100 a 200 ha, outras 16 possuem de 200 a 500 ha e 11 são maiores de 500 hectares (Silva, 2000). Nestas propriedades, a atividade econômica está baseada na pecuária de corte e leiteria, agricultura de subsistência e turismo. Em menor escala encontra-se a ovinocultura, avicultura e suinocultura.

De acordo com Silva (2000) e Behr (2001), a vegetação desta região é caracterizada por faixas de mistura dos domínios de Mata Atlântica e Cerrado, apresentando características e espécies dos dois domínios. As faixas marginais da rede de drenagem estão recobertas pela Floresta Estacional Semidecidual. As áreas de relevos residuais formadas por morros alinhados ou dispostos isoladamente são ocupadas pela Floresta Estacional Decidual. As demais regiões são dominadas por formações do cerrado: savana gramíneo-lenhosa, arbórea aberta e arbórea-densa. 
 
Patrocinadores
Loja
Seja voluntário
Calculadora
Siga-nos no Facebook
Instituto das Águas da Serra da Bodoquena - IASB
Rua 24 de Fevereiro, 1507
Centro - Bonito / MS
CEP: 79290-000
iasb@iasb.org.br
(67) 3255-1920
Redes Sociais